ESPECIALIZAÇÃO AVANÇADA PÓS-UNIVERSITÁRIA EM PSICOLOGIA COMUNITÁRIA
- Advanced Professional Program -
Partilhar

ESPECIALIZAÇÃO AVANÇADA PÓS-UNIVERSITÁRIA EM PSICOLOGIA COMUNITÁRIA

- Advanced Professional Program -

Acreditação

undefined

(40 créditos)

Certificação

undefined

Apoio Científico

undefined

Instituto Reconhecido

undefined

Porto - 09 Mar. 2019 - NOVIDADE! Inscrições abertas

Livestream - 09 Mar. 2019 - NOVIDADE! Inscrições abertas

Madeira e Açores - 09 Mar. 2019 - em Livestream - NOVIDADE! Inscrições Abertas

Lisboa - 30 Mar. 2019 - NOVIDADE! Inscrições abertas

INSCRIÇÕES PIONEIRAS: 18% de Desconto nas propinasPORTO | LIVESTREAM | MADEIRA E AÇORES em LIVESTREAM até 23-01-2019 | LISBOA até 13-02-2019

 

DATA LIMITE DE INSCRIÇÃO: PORTO | LIVESTREAM | MADEIRA E AÇORES em LIVESTREAM: 17-02-2019 | LISBOA: 10-03-2019

O QUE É O LIVE STREAM?

A formação em Live Stream é uma tecnologia inovadora, que permite aos alunos do Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências assistirem em direto aos eventos formativos a partir de qualquer ponto do país e do mundo. Para que isso aconteça é apenas necessário ter acesso à internet.

 

O que é o Live Stream do Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências?

O investimento do Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências nesta área de ensino visa encurtar distâncias, aproximar alunos e disponibilizar a nossa oferta formativa a todos os que pelos mais diversos motivos não podem assistir às aulas em regime presencial. Assim, os alunos poderão aceder a formação com o mesmo rigor científico e técnico semelhante ao ensino presencial, voltado para a aquisição, desenvolvimento e aprofundamento de conhecimentos necessários ao exercício de uma prática clínica, académica (ou outra) enquadrada nas boas práticas da Psicologia e áreas afins.

 

Apoio técnico ao Aluno à distância

No Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências, os alunos usufruem de acompanhamento interativo via email ou chat, para um melhor aproveitamento das aulas. Todo o material fornecido aos alunos presenciais é também disponibilizado aos alunos em regime de Live Stream.

 

Outras vantagens:

Possibilidade de assitirem até 25% das aulas presencias sem quaisquer custos adicionais.

 

Saiba mais em geral@inspsic.pt

ENSINO SUPERIOR

Tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção do grau académico de mestrado ou de doutoramento, os estabelecimentos de ensino superior poderão após apreciação, creditar em ECTS (European Credits Transfer System) os cursos concluídos com aproveitamento, ministrados pelo INSPSIC (artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho).

Destinatários

Psicólogos.

*A creditação da Ordem dos Psicólogos Portugueses destina-se exclusivamente aos psicólogos.

Descrição

Coordenação Científica:

Gil Nata

 

Coordenação Pedagógica:

Dr. José Pinto Gouveia

Director e Coordenador Pedagógico do Instituto Português de Psicologia. Psicólogo.

 

 

Introdução:

Esta Especialização Avançada Pós-Universitária visa a prática profissional no âmbito muito específico da Psicologia Comunitária, estando especialmente desenhada para profissionais possuidores de habilitação prévia para este tipo de intervenção

  

Objetivos gerais:

Dotar os formandos de um conhecimento aprofundado sobre princípios e projetos concretos de Psicologia e Intervenção Comunitária no âmbito de vários contextos e problemáticas específicos (e.g., saúde mental, contextos festivos, contexto educativo, desemprego e pobreza).

Aplicar os princípios gerais da Psicologia e Intervenção Comunitária no desenvolvimento de projetos concretos de intervenção, desenhados a partir do levantamento de necessidades da população e/ou para dar resposta a uma problemática/necessidade específica.

Demonstrar uma visão crítica sobre necessidades de intervenção em várias áreas/contextos (e.g., saúde mental, contextos festivos, contexto educativo, desemprego e pobreza), bem como sobre projetos de intervenção concretos de referência.

 

Objetivos específicos (competências a desenvolver):

- Conhecer quais as características definidoras da disciplina e projetos de Psicologia e Intervenção Comunitárias.

Reconhecer a importância dos contextos no bem-estar dos indivíduos e comunidades.

- Conhecer as fases de construção de projetos de intervenção comunitária.

Reconhecer a importância de desenhar respostas de intervenção comunitárias adaptadas às reais necessidades dos territórios/populações a intervencionar.

- Conhecer práticas e modos de definição de estratégias de intervenção comunitária em contextos de marginalidade avançada.

Identificar potencialidades e limites da intervenção comunitária nesses contextos.

- Compreender o perfil epidemiológico, bem como os principais recursos e serviços em Portugal na área da infeção pelo VIH e hepatites virais.

Conhecer o trabalho de uma organização de base comunitária na área do VIH.

Reconhecer o conceito e práticas da redução de danos e a importância do trabalho com pessoas que usam drogas na área do VIH e Hepatite C.

Identificar o papel da mediação de pares na redução de danos e intervenção comunitária.

- Apresentar conhecimentos teóricos e conceptuais no âmbito das práticas artísticas comunitárias (PAC´s).

Apresentar e discutir experiências nacionais e internacionais no contexto das PAC´s.

Fomentar o acesso e a análise crítica dos processos desenvolvidos em experiências no âmbito das PAC´s

- Conhecer práticas e modos de definição de estratégias de intervenção comunitária no âmbito do consumo de substâncias psicoativas (SPA) em contextos de lazer

- Conhecimento de projetos de Psicologia e Intervenção Comunitária no âmbito da empregabilidade designadamente a ALPE (Agência Local em Prol do Emprego – Santa Maria da Feira) e o RotAlternativa (projeto de empregabilidade da população desfavorecida da zona histórica do Porto).

Desenvolver conhecimento e consciência crítica sobre o problema do desemprego e respetivas respostas sociais.

- Conhecimento sobre princípios e projetos de intervenção comunitária em contextos educativos: a escola da ponte; o projeto Alcácer; o movimento escola moderna. Conhecimento de projetos concretos de educação para a paz e resolução de conflitos.

- Proporcionar uma visão global sobre conceitos e modelos de intervenção na área.

 

Métodos e técnicas pedagógicas:

Abordagem teórico-prática através do método expositivo; método interrogativo; métodos activos / Discussão de casos; Vídeos; Dramatização; Brainstorming. Disponibilização de material didáctico e Supervisão Clínica.

 

Metodologias de avaliação:

Avaliação contínua

Critério para aceder à avaliação: participação em 75% da duração do curso.  

Plano Curricular

Módulo 1:

Introdução à Psicologia e Intervenção Comunitária

1.1. O que é e tem sido a Psicologia e Intervenção Comunitária?

1.2. Constructos fundamentais da Psicologia e Intervenção Comunitárias: sentido de comunidade, capital social e empoderamento

1.3. A importância dos contextos e redes no bem-estar dos indivíduos e comunidades

1.4. A importância do contexto político alargado no bem-estar dos indivíduos e das comunidades

 

Módulo 2:

Construção e avaliação de projectos de intervenção comunitária

2.1. as etapas da construção de projetos: pressupostos de base da intervenção; análise do contexto e avaliação de “necessidades”; definição dos objetivos; desenvolvimento e seleção de estratégias de intervenção

2.2. A avaliação de projetos de intervenção comunitária: processo e resultados; avaliação empoderante.

2.3 Das prioridades das linhas de financiamento às prioridades dos grupos-avo;

2.4. Desenhar intervenções holísticas: investigação e avaliação, intervenção e advocacy

 

Módulo 3:

3.1. Intervenção comunitária e mudança social;

3.2. A parceria e as metodologias participativas;

3.3. A ADILO (Associação de Desenvolvimento Integrado de Lordelo do Ouro) e a experiência de vinte anos de trabalho com a comunidade: análise de projetos, reflexões sobre práticas

 

Módulo 4:

4.1. Infeção pelo VIH e Hepatites Virais em Portugal

- Perfil epidemiológico da infeção pelo VIH e hepatites virais em Portugal.

- Documentos científicos e técnicos de Vigilância Epidemiológico.

Estado da arte na área da prevenção, diagnósticos e tratamentos.

4.2. GAT (Grupo de Ativistas em Tratamentos) e descrição sumária dos projetos

- História da organização

- Missão e valores

- Principais projetos comunitários

4.3. Intervenção comunitária em drogas: a experiência do IN-Mouraria:

- história do projecto

- serviços

- resultados

- mobilização comunitária

4.4. Intervenção de pares: a experiência do IN-Mouraria:

- trabalho de pares no contexto de uma equipa multidisciplinar

- demonstração prática de redução de riscos no consumo de drogas

- utilização da experiência vivencial na abordagem comunitária.

 

Módulo 5:

5.1 Noções históricas das PAC´s com particular destaque para as correntes e autores com contributos relevantes neste domínio

5.2 As práticas artísticas comunitárias: noções e princípio

5.3 ética, estética e o empoderamento nas PAC´s.

5.4 Apresentação e visualização de experiências de PAC´s nacionais e internacionais

 

Módulo 6:

6.1 Intervenção comunitária no âmbito do consumo de substâncias psicoativas (SPA) em contextos de lazer;

a) Entre o risco e o prazer –

b)Entre o local e o global – de que forma é que duas dimensões se relacionam na emergência de novas subculturas de utilizadores de SPA, substâncias e padrões e consumo;

6.2 A Redução de riscos e as intervenções de proximidade como boas práticas e intervenção comunitária a este nível;

 

Módulo 7:

7. 1 Noções e princípios de intervenção junto de população desempregada

7. 2 A ALPE

7. 3 O RotAlternativa

7. 4 Apreciação crítica do problema do desemprego e respetivas respostas sociais.

 

Módulo 8:

8.1 O papel do psicólogo em contextos educativos

8.2 Princípios de intervenção comunitária em contextos educativos

8.3 Projetos de intervenção comunitária em contexto educativo: a escola da ponte; projeto Alcácer; o Movimento de Escola Moderna (MEM)

8.4 Projetos de educação para a paz e resolução de conflitos

 

Módulo 9:

9.1 Paradigmas de mudança nos serviços de saúde mental

9.2 Conceito e modelos de recovery da doença mental

9.3 Conceptualização e dimensões da integração comunitária

9.4 Programas promotores de recovery e integração comunitária das pessoas com experiência de doença mental

 

Módulo 10:

A Intervenção Comunitária e a criação de associações/projetos de intervenção.

10.1. Conceitos, evolução histórica e sua pertinência atual.

10.2. Agir e Pensar: a produção de evidências e o pensamento crítico sobre a intervenção;

10.3. O Sentido da Ação: em que condições sócio-económica se intervém?

10.4. O advocacy como estratégia de transformação social: da evidência à decisão política.

10.5. Problemas atuais da Intervenção Comunitária: como sobreviver à emergência da Pós-Verdade?

10.6. Apresentação das linhas de Intervenção da APDES

Corpo Docente

Gil Nata

Professora Doutora Isabel Meneses

Agostinho Rodrigues

Mestre Agostinho Silvestre

Licenciado em Serviço Social pelo Instituto Superior de Serviço Social do Porto; Mestre e Doutorando em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. Diretor da ADILO - Agência de Desenvolvimento Integrado de Lordelo do Ouro. Diretor Executivo de planeamento, execução e gestão de vários projectos de intervenção comunitária. Presidente da NORTE VIDA - Associação para a Promoção da Saúde. Investigador na área da Psicologia do Comportamento Desviante. Autor de textos e publicações várias nas áreas da Toxicodependência, Trabalho e Marginalidade.
(Nota curricular cedida pelo próprio)

Ricardo Furtes

Teresa Duarte

Helena Carvalho

Hugo Alves Cruz

Dr. Hugo Alves Cruz

Desenvolve o seu trabalho no espaço de cruzamento da criação artística e participação em contextos diversos (escolas, prisões, bairros sociais, IPSS´s, lares de infância e juventude, casas do povo, entre outros). Licenciado em Psicologia e Pós-Graduado em Consulta Psicológica Familiar pela Universidade do Porto e em Teatro Social e Intervenção Socio-Educativa pela Universidade Ramon Llull - Barcelona. Co-fundador da PELE e do NTO Porto. Fundador da Nómada_Art & Public Space. Professor na ESMAE e Investigador do IELT– UNL. Dirigiu diversos espetáculos apresentados no âmbito do Festival Imaginarius, FITEI, Manobras, Capital Europeia da Cultura 2012, TNSJ, Casa da Música, TNDMII, entre outros. Foi Diretor Artístico do Festival Imaginarius. Consultor Artístico no âmbito da programação de rua do Festival de Teatro de Almada. Programador na área das Artes Performativas no Espaço MIRA e da Mostra de Criação Contemporânea Portuguesa (Brasil). Diretor Artístico do MEXE:_Encontro Internacional de Arte e Comunidade. Foi consultor no âmbito do Programa de Desenvolvimento Humano - FCG, na área da educação parental e crianças e jovens em risco. Leciona com frequência em diversas instituições nacionais e estrangeiras e publica no âmbito das "Práticas Artísticas Comunitárias” , “Criação Artística e Espaço Público”, “Educação Parental” e “Crianças e Jovens em Risco”. Coordenador do livro “Arte e Comunidade” editado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

José Queiroz

Cristiana Pires

Calendarização e localização

Lisboa Porto Livestream Madeira e Açores em Livestream
30 de Março de 2019;

13 de Abril de 2019;

11 e 25 de Maio de 2019;

01, 15 e 29 de Junho de 2019;

13 e 27 de Julho de 2019;

14 de Setembro de 2019.

 

09 e 23 de Março de 2019;

06 de Abril de 2019;

04 e 18 de Maio de 2019;

08 e 29 de Junho de 2019;

13 e 27 de Julho de 2019;

14 de Setembro de 2019.

09 e 23 de Março de 2019;

06 de Abril de 2019;

04 e 18 de Maio de 2019;

08 e 29 de Junho de 2019;

13 e 27 de Julho de 2019;

14 de Setembro de 2019.

09 e 23 de Março de 2019;

06 de Abril de 2019;

04 e 18 de Maio de 2019;

08 e 29 de Junho de 2019;

13 e 27 de Julho de 2019;

14 de Setembro de 2019.

 

Hotel Travel Park Lisboa

Avenida Almirante Reis 64

1150-020 Lisboa, Portugal

 

Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências

Rua de Camões 219, 5º Piso

4000-145 Porto, Portugal

 

Plataforma Online

Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências

 

Plataforma Online 

Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências

Nota: datas sujeitas a eventuais alterações.

Número de Vagas: limitadas.

Duração: 80h

Horário: Sábados – 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Investimento

Inscrição:

150.00 €

Propina:

990.00 €

Seguro escolar:

20.00 €

Condições de pagamento

Pronto pagamento - 12% desconto

Normal
871.20 €
(Ex) Alunos do INSPSIC (15% desconto)
841.50 €

12 mensalidades

Normal
82.50 €
(Ex) Alunos do INSPSIC (10% desconto)
74.30 €

(1) Pronto pagamento beneficia de 12% de desconto nas propinas. Desconto aplicável na condição de ser efectivada a liquidação total do investimento nos 5 dias úteis pós validação da inscrição.

(2) Alunos e ex-alunos do INSPSIC beneficiam de 15% desconto na propina (opção pronto pagamento) ou 10% de desconto na opção pagamento fraccionado em mensalidades.

(3) Estudantes externos e temporariamente inativos beneficiam de 12% na opção pronto pagamento e também na opção pagamento fracionado em mensalidades.

(4) TRAGA UM AMIGO / 5% desconto por cada amigo até ao limite do pagamento integral da formação. Opção acumulável com outros descontos em vigor.

- INSCRIÇÕES PIONEIRAS: 18% desconto nas propinas se realizadas até 45 dias antes da data inicial da formação.

Nenhum desconto, cartão ou campanha é acumulável entre si, excepto Com a opção "TRAGA UM AMIGO".

O Curso com “preço especial” é cumulativo apenas com a opção "TRAGA UM AMIGO".

Seguro Escolar: 20 euros. Este valor deverá ser regularizado conjuntamente com a 1ª propina ou com o pronto pagamento.

Seguro Escolar: 8 euros. Este valor deverá ser regularizado conjuntamente com a 1ª propina ou com o pronto pagamento dos cursos com duração inferior a 24 horas.

Pagamento por transferência para o IBAN: PT50 0033 0000 4541 1532 8050 5

SWIFT/BIC: BCOMPTPL

Critérios de seleção

- Análise Curricular;

- Ordem de chegada das candidaturas (a candidatura só é válida após pagamento da inscrição);

- Entrevista (se necessário)

Observações

(1) A data limite poderá ser antecipada em caso de se verificar o preenchimento do limite de vagas existentes.
(2) Na eventualidade de não atingir o número mínimo de participantes, esta formação poderá sofrer alteração de datas ou mesmo ser cancelada, ficando salvaguardada a devolução de todas as importâncias recebidas pelo Instituto Português de Psicologia;
(3) Em caso de desistência só haverá lugar à devolução da candidatura quando a mesma for comunicada até 10 dias úteis antes da data agendada para o arranque da formação.
(4) Em períodos de campanha, haverá lugar à devolução dos valores investidos unicamente em situação de adiamento superior a 30 dias ou cancelamento da formação em que se tenha inscrito motivado pelo não atingimento do número mínimo de inscrições necessárias ao seu início;
(5) No caso de optar pelo pagamento fracionado das propinas, o mesmo deverá ser efetuado até ao dia 10 de cada mês, após início da formação;
(6) No caso de optar pelo pagamento na totalidade, o mesmo terá de ser efetuado nos 5 dias úteis após validação da inscrição;
(7) O local de formação poderá estar sujeito a alterações por indisponibilidade do mesmo, mantendo-se sempre na mesma cidade;
(8) Toda a informação contida em cada formação é válida, salvo anomalia técnica, informática ou erro gráfico.

Documentos obrigatórios

CV;

Certificado de habilitações;

NIF (Número de Identificação Fiscal);

Envio de comprovativo do pagamento da inscrição.

Inscrição

Subscreva a newsletter do INSPSIC: Construímos o Futuro Consigo.

Candidaturas e informações

Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências | Escola de Formação Avançada
Departamento de Formação Pré e Pós-Universitária
Secretariado e Gabinete de Admissão de Alunos | Student Admissions Office
Rua de Camões Nº 219, 5º Piso
4000-145 Porto / Portugal
Tel./Fax. 220 934 050
Tlm. 91 019 60 02
E-mail:geral@inspsic.pt
URL:www.inspsic.pt

fechar

 

Nós ligamos

fechar