SAÚDE OCUPACIONAL
Partilhar

ESPECIALIZAÇÃO AVANÇADA PÓS-UNIVERSITÁRIA EM SAÚDE OCUPACIONAL

– Advanced Professional Program –

Especialização para Psicólogos

Parceria

undefined

Formação Certíficada

undefined

undefined

Instituto Reconhecido

undefined

Livestream / Online -11 Mai. 2024- Inscrições Abertas

INSCRIÇÕES PIONEIRAS - 18% de Desconto nas propinas: Livestream / Online até 27 Mar. 2024

(inscrições realizadas até 45 dias antes da data inicial da formação)

 

DATA LIMITE DE INSCRIÇÃO: Livestream / Online: 06-05-2024

O que é o LIVESTREAM / ONLINE?

Trata-se de uma tecnologia que permite aos formandos do Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências assistir EM DIRETO à formação a partir de qualquer ponto do país / do mundo.

Os alunos durante todo o curso da aula contam com o suporte personalizado do nosso apoio técnico.

Têm ainda a possibilidade de assistir até 25% das aulas, em regime presencial, sem custos adicionais.

ENSINO SUPERIOR

Tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção do grau académico de mestrado ou de doutoramento, os estabelecimentos de ensino superior poderão após apreciação, creditar em ECTS (European Credits Transfer System) os cursos concluídos com aproveitamento, ministrados pelo INSPSIC (artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho).

TESTEMUNHOS

"Esta Especialização Avançada em Psicologia Ocupacional foi fundamental no incremento do meu interesse e aprendizagem nesta área da Psicologia. Compreende um corpo docente experiente, diversificado e pioneiro nesta área, em Portugal, sempre disponível para discutir temáticas relacionadas com esta área, recorrendo a exemplos práticos. Acrescento que os materiais e conteúdos facultados são bastante pertinentes no âmbito desta área, sendo que neste momento sinto-me preparado e dotado de conhecimentos e ferramentas que permitem-me desempenhar o papel de psicólogo da saúde ocupacional."

André Camacho

 

“Os pontos fortes desta especialização foram: os preletores convidados (de renome a nível nacional) que permitiu uma visão multidisciplinar e integradora desta área de atuação, desta forma a aquisição teórica que se obteve foi muito mais enriquecedora.”

Andreia Santa Rita

 

"Esta Pós Graduação em Psicologia da Saúde Ocupacional foi uma mais valia no meu curriculum. Os formadores foram excelentes, e os conteúdos programáticos bastante úteis e adequados às exigências dos temas."

Maria Manuela da Cruz

 

"Dotada de um corpo docente de excelência, a PG em PSO traduz-se numa mais-valia para psicólogos e não psicólogos em exercício de funções na área da Saúde Ocupacional nas organizações, abrangendo áreas distintas e relevantes nesta matéria, permitindo uma visão global do que é e do que se faz no âmbito da Saúde Ocupacional."

 

"Venho desta forma dizer que no geral gostei muito de frequentar este curso. Assim a titulo de testemunho senti a necessidade de melhorar a saúde no meu trabalho a minha, e a dos que me rodeiam. Passamos mais de oito horas a trabalhar, e depois ainda levamos o trabalho para casa, instrumental ou emocionalmente... Assim temos de arranjar estratégias para nos superar todos os dias com saúde e sobretudo com qualidade de vida. Este curso deu-nos ferramentas para o fazer, mas sobretudo para consciencializar as pessoas e as organizações para isso."

Catarina Pedrosa

 

"Esta Pós-Graduação superou as expectativas! Está bem estruturada, com uma diversidade de módulos que permitem ter uma visão abrangente da Saúde Ocupacional. Parabéns e obrigada ao INSPSIC e ao Prof. Marco Ramos pela selecção do corpo de docentes de excelência!"

Marta Máximo

VER MAIS

DESCRIÇÃO

Coordenação Científica

Marco Ramos

Marco Ramos, Professor Doutor

Psicólogo. Especialista Avançado em Psicologia da Saúde Ocupacional, pela Ordem dos Psicólogos Portugueses. O stresse e coping têm sido temas centrais no seu percurso profissional, sobretudo no domínio da saúde no trabalho, e sobre eles tem estudado, investigado, ensinado e intervindo. Integrou o grupo de fundadores do Instituto de Prevenção do Stress e Saúde Ocupacional (IPSSO), entre 1996 e 2004, de que foi psicólogo residente e diretor técnico. Tem realizado conferências, palestras e formações sobre o stresse e a prevenção do stresse, e sobre os mesmos temas tem apresentado comunicações em encontros científicos e disciplinares nas áreas da psicologia, gestão e medicina. É autor dos livros Confronto do stresse, fatores psicossociais e saúde no trabalho (2016), Crescer em stresse - Usar o stresse para envelhecer com sucesso (2005) e Desafiar o desafio - Prevenção do stresse no trabalho (2001). Foi professor convidado da Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro e do INDEG-IUL (ISCTE Executive Education) de unidades curriculares relacionadas com a saúde no trabalho, entre 2003 e 2015. É licenciado em psicologia pela Universidade de Coimbra, Mestre em psicologia clínica pela Universidade do Minho e Doutor em psicologia pela Universidade de Aveiro. É psicoterapeuta em prática clínica privada.

 

Coordenação Pedagógica

José Pinto Gouveia, Dr.

Director e Coordenador Pedagógico do Instituto Português de Psicologia. Psicólogo.

 

Mensagem da Coordenação Científica

O trabalho ocupa um lugar central na vida de cada pessoa e na estruturação da vida em sociedade. Ele é, por isso mesmo, um dos terrenos privilegiados não só de negociação de identidade pessoal mas também, e desde logo, de saúde e desenvolvimento ou de mal-estar e risco de doença. Por isso mesmo, a saúde na ocupação profissional não poderia deixar de ser um dos objetos capitais da atenção da psicologia e da ação do psicólogo. Esta Especialização Avançada Pós-Universitária surge com a intenção de ajudar a concretizar a primeira e de contextualizar, capacitar e estruturar a segunda. Por isso, ele reúne enquanto docentes alguns dos principais pioneiros e atores da saúde ocupacional em Portugal, congregando não apenas investigadores ou académicos, mas igualmente divulgadores e responsáveis sociais, bem como executivos e gestores que diariamente fazem a saúde ocupacional portuguesa.

 

Objetivos gerais

  • Definir, estruturar e desempenhar as funções de psicólogo da saúde ocupacional
  • Aplicar os conhecimentos e competências adquiridos na elaboração de um plano de promoção da saúde ocupacional numa organização

 

Metodologia de avaliação

Trabalho único final, comum a todos os módulos, e de todos eles integrando conhecimentos e competências, consistindo na elaboração de um plano de promoção da saúde ocupacional através da prevenção e gestão do stresse organizacional.

Para a conclusão do curso com aproveitamento, os formandos deverão ter uma assiduidade mínima de 75%.

 

Conteúdos, metodologias de formação e formas de organização

Metodologias expositivas, ativas e participativas. A abordagem ao conteúdo dos módulos será alvo de adaptação em função da habilitação prévia do formando.

SAÍDAS PROFISSIONAIS

Após a conclusão desta Especialização Avançada Pós-Universitária com aproveitamento, o aluno será capaz de exercer a sua profissão nos seguintes contextos, entre outros:

  • Laboratórios de Saúde Ocupacional e Ambiental
  • Serviços públicos da administração central, regional e local
  • Centros de Saúde
  • Autarquias
  • Serviços de Saúde Ocupacional (Segurança e Higiene no Trabalho)
  • Empresas de consultoria
  • Construção Civil e Obras Públicas
  • Seguradoras
  • Centros de Investigação e Desenvolvimento
  • Gestão de Sistemas
  • Criação de empresas
  • Direcção do Serviço de Segurança no Trabalho em organizações públicas ou privadas
  • Consultoria e auditoria nas áreas de higiene e saúde ocupacionais

PLANO CURRICULAR

1. SAÚDE MENTAL E SAÚDE OCUPACIONAL: DEFINIÇÃO E AÇÃO (4h)

1.1. Delimitação histórica e conceptual da  saúde ocupacional

1.2. Formação teórica, competências práticas e áreas de intervenção em saúde ocupacional

 

2. TRABALHO, SAÚDE E DOENÇA (4h)

2.1. Conceitos essenciais em Saúde Ocupacional e metodologia geral de avaliação de riscos;

2.2. Promoção da saúde nos locais de trabalho;

2.3. Principais stressores profissionais e respostas biológicas.

 

3. SOCIEDADE, TRABALHO E SAÚDE (8h)

3.1. Riscos sociais e riscos organizacionais (as antecâmaras das doenças e dos acidentes);

3.2. Trabalho e saúde mental;

3.3. Técnicas práticas de investigação e análise de doenças ocupacionais e acidentes de trabalho:

3.3.1. RIAAT: Registo, Investigação e Análise de Acidentes de Trabalho (exemplo prático)

3.4. Prevenção em saúde ocupacional:

3.4.1. Como é que a nossa mente funciona em contexto laboral?

3.4.2. Erro humano: velha e nova abordagem

3.4.3. A teoria da homeostase do risco (2 estudos de caso)

 

4. PSICONEUROIMUNOLOGIA (4h)

4.1. Sistema e resposta imunitária: aspetos gerais;

4.2. Interações entre o sistema nervoso e o sistema imunitário.

 

5. SAÚDE, STRESSE E COPING (4h)

5.1. Perspetivas biológica e sociológica no estudo do stresse

5.2. Stresse e coping como processos salutogénicos e patogénicos

5.3. Causas de stresse, perceção de stresse, sintomas de stresse

5.4. Modelos de stresse organizacional

5.5. Coping no trabalho

5.6. Vulnerabilidade e resiliência

 

6. A SAÚDE, AS DOENÇAS E A SAÚDE MENTAL (8h)

6.1. A definição fundadora de Saúde

6.2. A definição de Saúde Mental

6.3. Componentes de saúde e de saúde mental

6.4. A  Classificação Internacional de Funcionalidade

6.5. A evolução do conceito de saúde e de saúde mental nos últimos 60 anos.

6.6. Relação da saúde com as doenças

6.7. Programas de intervenção na promoção e proteção da saúde e de prevenção primária e secundária.

 

7. CRONOPSICOBIOLOGIA, TRABALHO E SONO (8h)

7.1. Introdução à cronobiologia e à cronopsicologia; Noções básicas

7.2. Papel salutogénico do sono

7.3. Perturbações do sono e sua classificação

7.4. Promoção de um sono saudável e prevenção de problemas de sono: Higiene do sono

7.5. Noções sobre intervenções nas perturbações de sono, com ênfase na insónia

7.6. Ajustamento ao trabalho por turnos: da conceção do sistema de turnos à otimização da tolerância individual.

 

8. AUDITORIA DE STRESSE (8h)

8.1. Auditoria de stresse como prática de diagnóstico de necessidades e de avaliação de impacto de medidas

8.2. Áreas de auditoria: causas de stresse e fatores de risco; sintomas e custos; recursos

8.3. Instrumentos de auditoria: entrevistas, questionários e análise documental

8.4. Aplicação e cotação de alguns questionários.

 

9. GESTÃO ORGANIZACIONAL DA SAÚDE OCUPACIONAL: EXEMPLO DE UMA PRÁTICA DE EXCELÊNCIA NUM HOSPITAL PÚBLICO (16h)

9.1. Objetivos e história da Saúde Ocupacional

9.2. O paradigma da saúde ocupacional na Sociedade Industrial

9.3. Razões de mudança do paradigma

9.4. O paradigma de saúde ocupacional na sociedade Pós-Insdustrial

9.5. Os principais riscos emergentes

9.6. Um modelo de organização e funcionamento da Saúde Ocupacional no quadro do novo paradigma

9.7. Construção de um modelo adequado à empresa/organização

 

10. POLÍTICAS E BOAS PRÁTICAS DE SAÚDE OCUPACIONAL (8h)

10.1. Enquadramento legal e normativo da SST na Europa e em Portugal.

10.2. Gestão de riscos profissionais: Identificação do perigo, avaliação do risco, implementação de medidas de prevenção e correção

10.3. Boas Práticas em matéria de Segurança e Saúde Ocupacional; Resolução de casos práticos.

 

11. PROMOÇÃO DO COPING E DESENVOLVIMENTO NO TRABALHO (8h)

11.1. Controlo e redução do stresse

11.2. O coping

11.3. Gestão do uso do tempo

11.3. Recursos organizacionais de suporte do coping

11.4. Programas de assistência aos empregados

 

12. FUNCIONAMENTO POSITIVO NUMA PERSPECTIVA TRANSACIONAL (8h)

12.1. Da saúde pessoal e ocupacional ao funcionamento positivo

12.2. Compreensão do stress ocupacional numa perspetiva transacional

12.3. Avaliação da adaptação ao stress numa perspetiva transacional

12.4. Promoção da saúde e gestão individual do stresse

 

13. BEM-ESTAR NO TRABALHO (8h)

13.1 Bem-estar: Definição e perspetivas

13.1.1. Bem-estar objetivo e subjetivo

13.1.2. Bem-estar subjetivo: Visões hedónica e eudaimónica

13.2. Bem-estar no contexto laboral: Da definição aos preditores e consequências

13.2.1. Engagement

13.2.2. Modelos explicativos do bem-estar profissional

13.3. Fases e estratégias de intervenção e promoção do bem-estar no trabalho

13.3.1. Organizações saudáveis: Definição, perspetivas e práticas

 

14. GESTÃO DO STRESSE ORGANIZACIONAL (8h)

14.1. Modelo da gestão preventiva do stresse organizacional

14.2. Estratégias de gestão dirigidas à organização

14.3. Estratégias de prevenção e controlo do stresse dirigidas aos indivíduos

14.4. Análise custo-benefício da gestão do stresse para a promoção da saúde ocupacional

CORPO DOCENTE

Anabela Pereira

Anabela Pereira, Professora Doutora

Psicóloga. Professora Catedrática da Universidade de Évora. Foi diretora do Curso de Mestrado em Psicologia da Universidade de Aveiro, na especialização de Psicologia Clínica e da Saúde, e do StressLab (Laboratório de Estudos de Investigação e Intervenção no Stresse). Tem participado em projetos de investigação financiados pela FCT, IIE e FCG, com particular destaque para a área da Psicologia da Saúde, especificamente ao nível dos comportamentos de risco em contexto de educação e saúde, stresse, ansiedade, bem como investigação ao nível dos instrumentos de avaliação psicológica e de programas de intervenção na área da saúde mental. É membro de várias sociedades científicas nacionais e estrangeiras. Em 2010, foi galardoada a nível nacional com o Prémio SPSS Investigador de Mérito (Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde). Foi Presidente da Rede dos Serviços de Apoio Psicológico no Ensino Superior, Associação Profissional (RESAPES-AP) e Presidente da Delegação Norte da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP). É Licenciada e Mestre em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e Doutorada em Psicologia pela Universidade de Hull (Inglaterra).

António Sousa Uva

António Sousa Uva, Professor Doutor

Médico. Licenciado e doutorado em Medicina pela Universidade Nova de Lisboa. Especialista em Medicina do Trabalho. Professor Catedrático de Saúde Ocupacional. Sócio Honorário da Sociedade Portuguesa de Medicina do Trabalho e Académico titular da Academia Nacional de Medicina de Portugal.

Cristiana Morais, Professora Doutora

Licenciatura em Psicologia Social e do Trabalho, pela Universidade Fernando Pessoa. Especialidade avançada em Psicologia da Saúde Ocupacional, pela Ordem dos Psicólogos Portugueses e Especialidade avançada em Coaching Psicológico. Entre 1998 e 2001, experiência em recrutamento, seleção, avaliação psicológica e formação de cariz psicológico e comportamental. Desde 2002, Psicóloga do Trabalho no âmbito da Saúde Ocupacional no IPO do Porto, onde intervém sobretudo na identificação, avaliação e prevenção de riscos psicossociais, assim como na organização e coordenação de ações de formação, criação e desenvolvimento de campanhas e programas de promoção da saúde no local de trabalho, entre outras atividades. Membro da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP), entidade com a qual colabora desde 2018 como formadora no curso Prevenção Primária dos Riscos Psicossociais (Nível 1 e Nível, 2).

Emília Telo

Emília Telo, Professora Doutora

Coordenadora do Ponto Focal Nacional da EU-OSHA (Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho). Assessora técnica da ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho). É Coordenadora do Grupo de Trabalho da ACT sobre “Substâncias Psicoativas em Meio Laboral”, desde 2013. É Presidente da SC4 da Comissão Técnica do IPQ CT194 – Nanotecnologias, desde 2016. Foi Diretora de Serviços da Direção de Serviços para a Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho (DSPSST) dos Serviços Centrais da ACT, em 2020 e 2021. Nomeação como Membro Alternativo do Conselho de Administração da Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho EU-OSHA (EU-OSHA) enquanto Representante Governamental (2021.04.14 a 2023.03.31), pelo Secretário-Geral do Conselho da União Europeia. Nomeada Representante Governamental membro efetivo para o Comité Consultivo para a Segurança e a Saúde no Local de Trabalho, organismo da Comissão Europeia, para o período compreendido entre 12 de novembro de 2020 e 28 de fevereiro de 2022, criado pela Decisão 2003/C 218/01 do GEO do MTSSS, por despacho exarado a 9 dezembro 2020, pela S. Exª. Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Nomeada membro do ACSH Working Party on COVID-19 por mandato adotado pelo Comité Consultivo para a Segurança e Saúde no Trabalho, organismo da Comissão Europeia, em 6 de outubro de 2020 (Doc.01688). Representante Governamental no Technical Progress Committee, Technical Update of Directive 2000/54/EC on the protection of workers from risks related to exposure to biological agents at work (seventh individual directive within the meaning of Article 16(1) of Directive 89/391/EEC). Grupo de Peritos - Expert group - dedicado à atualização da Diretiva sobre a Exposição Profissional a Agentes Biológicos (Diretiva 2000/54/EC) da Direção-Geral do Emprego, dos Assuntos Sociais e da Inclusão da Comissão Europeia - The Health and Safety at Work Unit of the General Directorate for Employment, Social Affairs and Inclusion, no âmbito das “Condições de trabalho mais seguras e mais saudáveis para todos – Modernização da política e da legislação da EU em matéria de saúde e segurança no trabalho”. Coordenou vários Grupos de Trabalho Internos e representou a instituição em Grupos de Trabalho externos nacionais e europeus. Foi perita do Comité Consultivo para a Segurança e Saúde no Trabalho SST (Luxemburgo) da Comissão Europeia em matérias de radiações ópticas e nanotecnologia. Foi membro do Projeto Internacional de Investigação “Metronet”. É Professora Adjunta Convidada no IPC/ISCAC. Foi titular de várias disciplinas em doutoramentos, mestrados, cursos de pós graduação e licenciaturas na: Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa da Universidade Nova de Lisboa, Universidade de Aveiro, Faculdade de Medicina e Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Instituto Superior Miguel Torga, ISLA de Leiria, ISLA Santarém, Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC) do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), Universidade de Pernambuco (Recife - Brasil), Universidade do Algarve, Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTSC) do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), Instituto Superior da Maia (ISMAI), Instituto Politécnico da Guarda - Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Desenvolveu e apoiou alguns estudos de investigação científica na área da SST. Foi autora e coautora de várias publicações na área da SST. Licenciada em Bioquímica, Mestre em Biomedicina, Doutorada em Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho.

João Aguiar Coelho

João Aguiar Coelho, Professor Doutor

Administrador hospitalar (aposentado desde 1 de janeiro de 2023). Docente da Universidade Fernando Pessoa (cessou a sua colaboração a partir de 2020). Criador e diretor, até novembro de 2014, no IPO do Porto, do Serviço de Saúde Ocupacional, de natureza multiprofissional, que integra, desde 2003, um Setor de Psicologia da Saúde Ocupacional. Sob a sua direção este serviço foi premiado pela ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho) com o Prémio Prevenir Mais, Viver Melhor no Trabalho 2006, e distinguido em 2015 com uma Menção Honrosa atribuída pela Agência Europeia de Segurança e Saúde no Trabalho (AESST) no âmbito do 12.º Prémio Europeu de Boas Práticas em Gestão do Stresse e Riscos Psicossociais no Trabalho. Fundador e presidente da APGRES - Associação Portuguesa de Gestão de Risco em Estabelecimentos de Saúde. Foi sócio fundador e o primeiro Presidente da Assembleia Geral da Associação Portuguesa de Psicologia da Saúde Ocupacional. Foi membro, até 2020, da Society for the Study of Symbolic Interaction. Tem colaborado em inúmeras ações (de formação, informação, sensibilização ou outras) relacionadas com a prevenção de riscos psicossociais. Foi um dos responsáveis pelo primeiro Curso de Pós-Graduação em Gestão de Risco em Estabelecimentos de Saúde da Universidade Fernando Pessoa. É autor de quatro livros sobre temas relacionados com a prevenção de riscos psicossociais e Psicologia da Saúde Ocupacional. Em 2020 publicou o livro Interacionismo Simbólico. O símbolo como instrumento de mediação psicossocial. Carviçais. Editora Lema D’Origem. Em março de 2021 é publicada a 2ª edição, revista e aumentada. Licenciado em Direito (Universidade de Coimbra), Diplomado em Administração Hospitalar (Escola Nacional de Saúde Pública, Lisboa), Mestre em Estudos Europeus (Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho), Doutor em Ciências Sociais (Universidade Fernando Pessoa).

João Areosa

João Areosa, Professor Doutor

Sociólogo. Doutor em sociologia do trabalho, do emprego e das organizações pelo Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). Professor Adjunto no Instituto Politécnico de Setúbal (ESCE/IPS). Investigador integrado no Centro de Interdisciplinar em Ciências Sociais (CICS.NOVA) da Universidade Nova de Lisboa. Membro da direção do OCVT - Observatório das Condições de Vida e Trabalho – Associação Científica. Membro do comité de organização da Rede de Investigação sobre Condições de Trabalho (RICOT). Membro fundador do Laboratório Português de Ambientes de Trabalho Saudáveis (LABPATS). Foi coordenador do serviço Segurança no Trabalho numa empresa de transportes. Membro do conselho editorial da revista Segurança Comportamental. Membro do conselho de edição do International Journal on Working Conditions. Autor de dezenas de artigos científicos relacionados com as áreas da saúde mental, do risco e dos acidentes. É Licenciado em sociologia, Pós-graduado em Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, Especialista na área científica de Segurança e Higiene no Trabalho.

José Luís Pais Ribeiro

José Luís Pais Ribeiro, Professor Doutor

Psicólogo. Professor Associado com agregação da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. É membro da William James Research Center (WJRC), sediada no ISPA Instituto Universitário, Lisboa, unidade da Fundação para a Ciência e Tecnologia de Portugal. É presidente da Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde (www.sp-ps.pt). As suas áreas de investigação são: a) promoção da saúde, bem-estar e qualidade de vida; b) papel das variáveis psicológicas positivas na saúde; c) ajustamento às doenças crónicas. Doutoramento em Psicologia na especialidade de Psicologia da Saúde em 1994 na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto.

Marco Ramos

Marco Ramos, Professor Doutor

Psicólogo. Especialista Avançado em Psicologia da Saúde Ocupacional, pela Ordem dos Psicólogos Portugueses. O stresse e coping têm sido temas centrais no seu percurso profissional, sobretudo no domínio da saúde no trabalho, e sobre eles tem estudado, investigado, ensinado e intervindo. Integrou o grupo de fundadores do Instituto de Prevenção do Stress e Saúde Ocupacional (IPSSO), entre 1996 e 2004, de que foi psicólogo residente e diretor técnico. Tem realizado conferências, palestras e formações sobre o stresse e a prevenção do stresse, e sobre os mesmos temas tem apresentado comunicações em encontros científicos e disciplinares nas áreas da psicologia, gestão e medicina. É autor dos livros Confronto do stresse, fatores psicossociais e saúde no trabalho (2016), Crescer em stresse - Usar o stresse para envelhecer com sucesso (2005) e Desafiar o desafio - Prevenção do stresse no trabalho (2001). Foi professor convidado da Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro e do INDEG-IUL (ISCTE Executive Education) de unidades curriculares relacionadas com a saúde no trabalho, entre 2003 e 2015. É licenciado em psicologia pela Universidade de Coimbra, Mestre em psicologia clínica pela Universidade do Minho e Doutor em psicologia pela Universidade de Aveiro. É psicoterapeuta em prática clínica privada.

Rui Gomes

Rui Gomes, Professor Doutor

Psicólogo. Professor Auxiliar na Escola de Psicologia da Universidade do Minho, Portugal. Obteve graus académicos (Licenciatura, Mestrado e Doutoramento) na área da Psicologia, pela Universidade do Minho. Na investigação, interessa-se pelos fatores humanos na adaptação à mudança, na liderança e rendimento de equipas e no treino de competências de vida e desenvolvimento humano. É responsável pelo grupo de investigação “Adaptação, Rendimento e Desenvolvimento Humano” (www.ardh.pt), cujos resultados são difundidos na comunidade pela “Escola Competências de Vida” (www.e-cv.pt). Intervém na área da psicologia do desporto e no treino de competências de vida em distintos contextos e faixas etárias.

Sónia P. Gonçalves

Sónia P. Gonçalves, Prof. Doutora

Psicóloga, com especialidade em Psicologia da Saúde Ocupacional pela OPP, Técnica Superior de Segurança, Ambiente e Qualidade. Professora Auxiliar no ISCSP-ULisboa. Licenciada, Mestre e Doutora em Psicologia do Trabalho e das Organizações pelo ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa) e Doutora em Gestão pela Universidade Lusíada. Investigadora no Centro de Administração e Políticas Públicas. Tem participado em projetos de docência, formação e investigação nas áreas da segurança e saúde no trabalho e gestão estratégica de recursos humanos. Autora e coautora de diversas comunicações em eventos científicos, artigos, capítulos, livros nacionais e internacionais. 

Ana Allen Gomes

Ana Allen Gomes, Professora Doutora

Psicóloga, com especialidade em Psicologia Clínica e da Saúde pela OPP. Desde 2016/17, Professora Associada da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCEUC) e investigadora integrada do CINEICC – Centro de Investigação em Neuropsicologia e Intervenção Cognitivo-Comportamental. Foi diretora da licenciatura em Psicologia (2009 a 2014) da Universidade de Aveiro, onde foi responsável pela Consulta de Psicologia de Sono e pelo Sleep & Chrono Lab (estudo dos aspetos rítmicos do comportamento). Tem apresentado e publicado em revistas internacionais dezenas de trabalhos científicos relacionados com o sono e os ritmos psicobiológicos. Tem pertencido a unidades de I&D financiadas pela FCT, integrado vários projetos de investigação sobre temas relacionados com o sono ou os ritmos psicobiológicos e coordenou dois projetos financiados pela FCT, para além da orientação de dissertações de mestrado, doutoramento e vário bolseiros, em temas de sono/matutinidade-vespertinidade, alguns dos quais em ligação com o Centro de Medicina do Sono do CHUC. Pertenceu à equipa clínica da Consulta de Sono do Serviço de Psiquiatria dos Hospitais da Universidade de Coimbra. Integrou a direção da Associação Portuguesa do Sono em dois mandatos (2011-2013; 2019-2021) e é membro da Sociedade Europeia de Investigação do Sono (ESRS). É licenciada e mestre em Psicologia pela Universidade de Coimbra e doutorada pela Universidade de Aveiro, com uma tese sobre sono, sucesso académico e bem-estar psicológico em estudantes universitários.

CALENDARIZAÇÃO E LOCALIZAÇÃO

LIVESTREAM

11 de maio de 2024;

01 e 15 de junho de 2024;

13 de julho de 2024;

07 e 21 de setembro de 2024;

19 e 26 de outubro de 2024;

09 e 23 de novembro de 2024;

07 de dezembro de 2024;

04 e 18 de janeiro de 2025;

01 e 22 de fevereiro de 2025.

Plataforma Online

Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências

Duração: 144 horas (96 horas síncronas + 48 horas assíncronas)

Número de Vagas: limitadas.

Nota: datas sujeitas a eventuais alterações.

Horário: Sábados e/ou Domingos (09h00 às 13h00 / 14h00 às 18h00) e/ou Pós-Laboral (18h00 às 22h00).

INVESTIMENTO

Inscrição:

150.00 €

Propina:

1,300.00 €

Condições de pagamento da propina

Pronto pagamento-12% desconto

Normal
1,144.00 €
(Ex) Alunos do INSPSIC (15% desconto)
1,105.00 €
Inscrições Pioneiras (18% desconto)

Livestream / Online até 27 Mar. 2024

1,066.00 €

12 mensalidades

Normal
108.30 €
(Ex) Alunos do INSPSIC (10% desconto)
97.50 €
Inscrições Pioneiras (18% desconto)

Livestream / Online até 27 Mar. 2024

88.80 €

Pagamento por transferência para o IBAN: PT50 0033 0000 4541 1532 8050 5

SWIFT/BIC: BCOMPTPL

(1) Pronto pagamento beneficia de 12% de desconto nas propinas das EAP. Desconto aplicável na condição de ser efetivada a liquidação total do investimento nos 5 dias úteis pós validação da inscrição.

(2) Alunos e ex-alunos do INSPSIC beneficiam de 15% desconto na propina (opção pronto pagamento) ou 10% de desconto na opção pagamento fraccionado em mensalidades.

(3) Estudantes externos e temporariamente inativos beneficiam de 12% na opção pronto pagamento e também na opção pagamento fracionado em mensalidades.

(4) TRAGA UM AMIGO / 5% desconto por cada amigo até ao limite do pagamento integral da formação. Opção acumulável com outros descontos em vigor. Os amigos não poderão ser mencionados repetidamente e terão de ser indicados antes do início da formação.

(5) INSCRIÇÕES PIONEIRAS: 18% desconto nas propinas se realizadas até 45 dias antes da data inicial da formação.

(6) Nenhum desconto ou campanha é acumulável entre si, exceto com a opção "TRAGA UM AMIGO".

(7) O Curso com “preço especial” é cumulativo apenas com a opção "TRAGA UM AMIGO".

Critérios de seleção

- Análise Curricular;

- Ordem de chegada das candidaturas (a candidatura só é válida após pagamento da inscrição);

- Entrevista (se necessário)

Observações

(1) A data limite poderá ser antecipada em caso de se verificar o preenchimento do limite de vagas existentes.
(2) Na eventualidade de não atingir o número mínimo de participantes, esta formação poderá sofrer alteração de datas ou mesmo ser cancelada, ficando salvaguardada a devolução de todas as importâncias recebidas pelo Instituto Português de Psicologia;
(3) Em caso de desistência só haverá lugar à devolução da candidatura quando a mesma for comunicada até 10 dias úteis antes da data agendada para o arranque da formação.
(4) Em períodos de campanha, haverá lugar à devolução dos valores investidos unicamente em situação de adiamento superior a 30 dias ou cancelamento da formação em que se tenha inscrito motivado pelo não atingimento do número mínimo de inscrições necessárias ao seu início;
(5) No caso de optar pelo pagamento fracionado das propinas, o mesmo deverá ser efetuado até ao dia 10 de cada mês, após início da formação;
(6) No caso de optar pelo pagamento na totalidade, o mesmo terá de ser efetuado nos 5 dias úteis após validação da inscrição;
(7) O local de formação poderá estar sujeito a alterações por indisponibilidade do mesmo, mantendo-se sempre na mesma cidade;
(8) Toda a informação contida em cada formação é válida, salvo anomalia técnica, informática ou erro gráfico.

Documentos obrigatórios

CV

Certificado de habilitações

Cartão de Cidadão (nos termos da Lei 32/2017)

Envio de comprovativo do pagamento da inscrição.

Inscrição

Subscreva a newsletter do INSPSIC: Construímos o Futuro Consigo.

Candidaturas e informações

Instituto Português de Psicologia | Escola de Formação Avançada
INSPSIC - Instituto Português de Psicologia, Lda
Departamento de Formação Pré e Pós-Universitária
Secretariado e Gabinete de Admissão de Alunos | Student Admissions Office
Rua de Camões Nº 219, 5º Piso
4000-145 Porto / Portugal
Tel./Fax. 220 934 050
Tlm. 91 019 60 02
E-mail:geral@inspsic.pt
URL:www.inspsic.pt

fechar

 

Nós ligamos

fechar