Mais que uma Formação, UM FUTURO. 25% Desc. em toda a formação até 30 Abr 2021

ESPECIALIZAÇÃO AVANÇADA PÓS-UNIVERSITÁRIA EM JUSTIÇA, CRIMINALIDADE E DESVIO: competências de atuação profissional
Partilhar

ESPECIALIZAÇÃO AVANÇADA PÓS-UNIVERSITÁRIA EM JUSTIÇA, CRIMINALIDADE E DESVIO: competências de atuação profissional

Certificação

undefined

 

Instituto Reconhecido

undefined

Porto -22 Mai. 2021- Inscrições Abertas

Livestream -22 Mai. 2021- Inscrições Abertas

DATA LIMITE DE INSCRIÇÃO: PORTO | LIVESTREAM: 02-05-2021

O QUE É O LIVE STREAM?

A formação em Live Stream é uma tecnologia inovadora, que permite aos alunos do Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências assistirem em direto aos eventos formativos a partir de qualquer ponto do país e do mundo. Para que isso aconteça é apenas necessário ter acesso à internet.

 

O que é o Live Stream do Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências?

O investimento do Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências nesta área de ensino visa encurtar distâncias, aproximar alunos e disponibilizar a nossa oferta formativa a todos os que pelos mais diversos motivos não podem assistir às aulas em regime presencial. Assim, os alunos poderão aceder a formação com o mesmo rigor científico e técnico semelhante ao ensino presencial, voltado para a aquisição, desenvolvimento e aprofundamento de conhecimentos necessários ao exercício de uma prática clínica, académica (ou outra) enquadrada nas boas práticas da Psicologia e áreas afins.

 

Apoio técnico ao Aluno à distância

No Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências, os alunos usufruem de acompanhamento interativo via email ou chat, para um melhor aproveitamento das aulas. Todo o material fornecido aos alunos presenciais é também disponibilizado aos alunos em regime de Live Stream.

 

Outras vantagens:

Possibilidade de assitirem até 25% das aulas presencias sem quaisquer custos adicionais.

 

Saiba mais em geral@inspsic.pt

ENSINO SUPERIOR

Tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção do grau académico de mestrado ou de doutoramento, os estabelecimentos de ensino superior poderão após apreciação, creditar em ECTS (European Credits Transfer System) os cursos concluídos com aproveitamento, ministrados pelo INSPSIC (artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho).

Descrição

Coordenação Científica

Andreia de Castro Rodrigues

Andreia de Castro Rodrigues,Professora Doutora

Professora auxiliar de Psicologia no ISPA. Tem licenciatura e mestrado em Psicologia do Comportamento Desviante, pela FPCEUP, doutoramento em Psicologia, na temática da Psicologia da Justiça, pela UFP, tendo ainda realizado os trabalhos de pós-doutoramento na área da Psicologia da Justiça no Centro de Investigação em Psicologia (CIPsi) da UM, tendo os dois últimos sido financiados pela FCT. É especialista na Área de Psicologia Clínica e da Saúde, e nas Áreas avançadas em Psicologia da Justiça e em Psicologia Comunitária, pela OPP. Reúne experiência de trabalho de terreno sobretudo ao nível da intervenção comunitária, tendo trabalhado em territórios e com populações socialmente vulneráveis, nomeadamente na 1ª Geração do Programa Escolhas (no Bairro do Aleixo), na Agência de Desenvolvimento Integrado de Lordelo do Ouro, no Projeto Feliz da Câmara Municipal do Porto, entre outros. Reúne também experiência ao nível da investigação científica e da investigação-ação, em diversos projetos financiados, nomeadamente pela FCT e pela Fundação Calouste Gulbenkian, tendo várias publicações a nível nacional e internacional.

 

Coordenação Pedagógica

José Pinto Gouveia,Dr.

Director e Coordenador Pedagógico do Instituto Português de Psicologia. Psicólogo.

 

Destinatários

Psicólogos, Médicos, Criminólogos, Assistentes Sociais, Juristas, Diplomatas, Enfermeiros, Educadores Sociais e, outros profissionais sujeitos à apreciação curricular da Coordenação Científica.

 

Certificação

Formação Certificada: DGERT

Instituto membro da EUROPLAT

 

Ensino Superior (Prosseguimento de Estudos)

Tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção do grau académico de mestrado ou de doutoramento, os estabelecimentos de ensino superior poderão após apreciação, creditar em ECTS (European Credits Transfer System) os cursos concluídos com aproveitamento, ministrados pelo INSPSIC (artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho).

 

Saídas Profissionais

A conclusão com sucesso desta Especializacao permitirá a aquisição de um conjunto de saberes nucleares, essenciais à compreensão das problemáticas da criminalidade e do desvio. Tais saberes dotarão ainda os/as formandos/as, de competências basilares, práticas e teóricas, para a atuação em contextos de avaliação, investigação e intervenção nos domínios de interseção entre justiça, criminalidade e desvio. Mais concretamente em programas de intervenção e/ou em instituições/entidades com atuação nos domínios da prevenção primária, secundária ou terciária ao nível destas problemáticas.

Plano Curricular

Objectivos Gerais

No final deste curso de especialização, pretende-se que as/os formandas/os adquiram saber-saber e saber-fazer na temática da interseção entre Justiça, criminalidade e desvio, nomeadamente aos seus níveis, contextos e atores mais salientes na atualidade, tanto em termos de estado da arte, como em termos da avaliação e intervenção baseadas na evidência, nas diversas problemáticas.

 

Objectivos Específicos | Competências a Desenvolver

  • Pretende-se que no final deste curso de especialização, as/os formandas/os sejam capazes de:
  • Caraterizar as particularidades da prevenção e intervenção no crime em contextos vulneráveis, designadamente territórios urbanos vulneráveis e contexto prisional
  • Desenhar, implementar e avaliar intervenções em contexto comunitário
  • Desenhar, implementar e avaliar intervenções em contexto prisional
  • Implementar procedimentos de avaliação e intervenção com distintas tipologias de ofensores
  • Implementar procedimentos de avaliação e intervenção com distintas tipologias de vítimas
  • Reconhecer e caraterizar o fenómeno dos comportamentos suicidários
  • Implementar procedimentos de resposta ao fenómeno dos comportamentos suicidários
  • Reconhecer elementos importantes do Sistema de Justiça

 

Metodologia de Ensino

- Método Expositivo, Ativo e Método de Casos;

 

Critérios de Avaliação

Teste Sumativo.

Critério para aceder à avaliação: participação mínima de 75% da duração do curso.

 

PLANO CURRICULAR

 

Módulo 1 – Sessão introdutória

Apresentação da formação (conteúdos, modo de funcionamento e de avaliação dos conhecimentos);

Brainstorming de conhecimentos;

Operacionalização de conceitos fundamentais e core;

Discussão das áreas e contextos de aplicação dos conhecimentos e competências que serão adquiridos.

 

Prevenção e intervenção no crime em contextos vulneráveis

 

Módulo 2 – Intervenção comunitária em territórios vulneráveis:

Saber analisar e intervir com diferentes tipos de população: grupos vulneráveis;

Identificar e caracterizar os recursos da comunidade;

Desenvolver competências para trabalhar em rede comunitária;

Elaborar diagnósticos comunitários e desenvolver técnicas de resolução de problemas em territórios vulneráveis;

Compreender as implicações sociais da intervenção comunitária para o desenvolvimento local;

Adquirir competências de conceção, implementação e avaliação em projetos, programas e estratégias de intervenção comunitária adequados a contextos vulneráveis.

 

Módulo 3 – Promoção de saúde e de desenvolvimento pessoal em contexto prisional

Conhecer as particularidades da intervenção psicossocial em contexto prisional em termos de efeitos da reclusão e necessidades interventivas específicas

Identificar os princípios subjacentes às intervenções com efeitos mais robustos

Identificar o racional da intervenção em saúde como plataforma propiciadora de uma intervenção promotora de desenvolvimento pessoal em meio prisional

Compreender os princípios, implicações e limitações da educação de pares como estratégia para intervir em meio prisional

Conhecer um exemplo de um programa de intervenção em saúde em meio prisional, através da educação de pares

 

Avaliação e intervenção com ofensores

 

Módulo 4 – Avaliação e intervenção com delinquentes juvenis

Identificar as diferenças e as continuidades das ofensas juvenis e na idade adulta;

Desenvolver competências de avaliação de delinquentes juvenis;

Identificar as principais orientações para a construção e avaliação de programas de intervenção com delinquentes juvenis, baseadas nas evidências das boas práticas;

Discutir e analisar questões legais, éticas e deontológicas transversais à intervenção com ofensores/as

 

Módulo 5 – Avaliação e intervenção com ofensores sexuais

Desenvolver a compreensão sobre os modelos de agressão sexual humana;

Conhecer as formas de avaliar indivíduos que cometeram crimes de agressão sexual humana;

Desenvolver competência de intervenção com vista à prevenção do risco e da reincidência indivíduos que cometeram crimes de agressão sexual humana.

 

Módulo 6 – Avaliação e intervenção com ofensores de violência no contexto de relações de intimidade

Promover conhecimentos acerca das características e tipologias de perpetradores de violência em relações de intimidade (VRI);

Dar a conhecer a perspetiva histórica e o estado da arte atual acerca dos programas de intervenção com perpetradores de VRI;

Promover conhecimentos e competências ao nível da avaliação clínica e da avaliação do risco em perpetradores de VRI;

Promover conhecimentos e competências ao nível dos principais modelos, técnicas e estratégias de intervenção com perpetradores de VRI.

 

Módulo 7 – Avaliação e intervenção com perpetradores de comportamentos de incendiarismo

Identificar a complexidade que carateriza os comportamentos de incendiarismo

Identificar as características individuais, familiares e sociais que caracterizam os comportamentos de incendiarismo.

Analisar as diferentes tipologias explicativas do crime de fogo posto.

Identificar os fatores de risco que definem cada um dos perfis identificados

Identificar as estratégias de intervenção no contexto de comportamentos de incendiarismo

 

Avaliação e intervenção com vítimas

 

Módulo 8 – Avaliação da credibilidade; avaliação da capacidade e do dever de testemunhar

Expor um conjunto de considerações gerais sobre os potenciais contributos da avaliação realizada em contexto forense, nos casos em que as entidades judiciais solicitam a avaliação da capacidade de uma pessoa (criança ou adulto) testemunhar no âmbito de um processo judicial.

Expor as principais dimensões do funcionamento individual que poderão estar implicadas na capacidade de testemunhar (e.g., características da personalidade, funcionamento psicossocial, competências narrativas, recursos emocionais e cognitivos, perceção, memória, sugestionabilidade, desenvolvimento moral e capacidade para distinguir verdade e mentira, entre outras).

Explicitar a distinção entre os conceitos capacidade de testemunhar e credibilidade do testemunho.

 

Módulo 9 – Avaliação e intervenção com vítimas de crimes sexuais

Pretende-se neste módulo dar a conhecer os principais fundamentos teórico-práticos, potencialidades e limites da avaliação e intervenção com vítimas de crimes sexuais.

Este módulo tem também como objetivo abordar questões éticas e as especificidades da intervenção nesta temática.

 

Módulo 10 – Avaliação e intervenção com vítimas de violência no contexto de relações de intimidade

Promover conhecimentos acerca das principais formas de violência nas relações de intimidade (VRI), assim como das características das vítimas;

Conhecer as dinâmicas e processos associados à VRI;

Compreender o impacto emocional da vitimação por VRI;

Conhecer os principais modelos, estratégias e técnicas de intervenção com vítimas de VRI.

 

Módulo 11 – Avaliação e gestão do risco de suicídio

Identificar fatores de risco e fatores protetores associados aos comportamentos suicidários e autolesivos na adolescência;

Identificar fatores de risco e fatores protetores associados aos comportamentos suicidários na idade adulta;

Conhecer os desafios que se colocam na prevenção do suicídio na população idosa;

Identificar os modelos mais eficazes na prevenção e intervenção do risco suicidário ao longo do ciclo vital.

 

Módulo 12 – Posvenção/intervenção com afetados pela morte por suicídio

Conhecer o conceito de sobrevivente no contexto familiar;

Compreender o impacto que o suicídio de um familiar tem nos familiares e a sua importância para o processo de luto;

Saber qual o papel dos profissionais de saúde na pósvenção, junto dos familiares.

 

Módulo 13 – A resposta penal ao crime em Portugal; o processo de decisão sentencial de juízes/as

Conhecer a realidade judicial Portuguesa em termos de princípios e objetivos das respostas penais ao crime;

Identificar e distinguir as penas contempladas no Código Penal Português, em termos de tipo, medida e formas de implementação;

Promover o conhecimento relativamente aos modelos descritivos da decisão sentencial de juízes/as;

Conhecer aspetos importantes do processo de tomada de decisão sentencial de juízes/as.

 

Módulo 14 – O processo de inquirição e a situação de testemunho

Promover a compreensão dos processos sociais e cognitivos subjacentes ao testemunho.

Explicitar as questões da fiabilidade do testemunho e como o conhecimento científico nesta área pode ser importante na prevenção do erro judicial.

Promover o conhecimento dos desenvolvimentos teóricos e práticos na área do testemunho, nomeadamente no que diz respeito à área da psicologia forense e cognição.

Promover a compreensão do modo como as características das testemunhas, dos suspeitos, dos técnicos/profissionais e das instituições interferem no testemunho.

Promover o conhecimento acerca das metodologias de investigação na área.

 

Módulo 15 – Sessão final

Avaliação individual dos conhecimentos adquiridos

Avaliação dos conteúdos da formação e dos respetivos/as formadores/as;

Corpo Docente

Andreia de Castro Rodrigues

Andreia de Castro Rodrigues,Professora Doutora

Professora auxiliar de Psicologia no ISPA. Tem licenciatura e mestrado em Psicologia do Comportamento Desviante, pela FPCEUP, doutoramento em Psicologia, na temática da Psicologia da Justiça, pela UFP, tendo ainda realizado os trabalhos de pós-doutoramento na área da Psicologia da Justiça no Centro de Investigação em Psicologia (CIPsi) da UM, tendo os dois últimos sido financiados pela FCT. É especialista na Área de Psicologia Clínica e da Saúde, e nas Áreas avançadas em Psicologia da Justiça e em Psicologia Comunitária, pela OPP. Reúne experiência de trabalho de terreno sobretudo ao nível da intervenção comunitária, tendo trabalhado em territórios e com populações socialmente vulneráveis, nomeadamente na 1ª Geração do Programa Escolhas (no Bairro do Aleixo), na Agência de Desenvolvimento Integrado de Lordelo do Ouro, no Projeto Feliz da Câmara Municipal do Porto, entre outros. Reúne também experiência ao nível da investigação científica e da investigação-ação, em diversos projetos financiados, nomeadamente pela FCT e pela Fundação Calouste Gulbenkian, tendo várias publicações a nível nacional e internacional.

Filipa Rua

Filipa Rua,Doutora

Licenciada e Mestre em Psicologia do Comportamento Desviante pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto e doutorada em Ciências Sociais na especialização de psicologia da Justiça pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Fernando pessoa. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses.

Tem dedicado grande parte da carreira profissional a trabalhar com diferentes populações desde adolescentes, jovens e adultos com problemas de inserção social, em territórios vulneráveis, numa lógica de intervenção social comunitária.

Rui Abrunhosa Gonçalves

Rui Abrunhosa Gonçalves,Professor Doutor -EP-UM

Doutoramento em Psicologia da Justiça pela Universidade do Minho

Professor Associado com Agregação na Escola de Psicologia da UMinho.

Coordenador da Unidade de Consulta em Psicologia da Justiça e Comunitária da Associação de Psicologia da UMinho e perito de psicologia forense.

Especialidade de Psicologia Clínica

Especialidade avançada de Psicologia da Justiça.

Olga Cunha

Olga Cunha,Professora Doutora

Doutorada em Psicologia, com especialização em Psicologia da Justiça pela Universidade do Minho. Professora Auxiliar na Faculdade de Psicologia, Educação e Desporto da Universidade Lusófona do Porto. Psicóloga Forense no Gabinete Médico-Legal e Forense do Ave e na Unidade de Psicologia da Justiça e Comunitária da Associação de Psicologia (APsi) da Universidade do Minho. Desenvolve investigação na área da violência em relações de intimidade, tomada de decisão judicial e avaliação psicológica forense.

Cristina Soeiro

Cristina Soeiro,Professora Doutora -EPJ/ISCS-EGAS MONIZ

Especialista Superior responsável pelo Gabinete de Psicologia e Seleção no Instituto de Polícia Judiciária e Ciências Criminais desde 1990. Doutorada em Psicologia da Justiça pela Universidade do Minho. Professora Associada no Instituto Universitário Egas Moniz (IUEM). Coordenadora da Licenciatura em Psicologia e do Mestrado em Psicologia Forense e Criminal no IUEM. Integra a equipa de gestão do Laboratório de Psicologia LabPsi (Egas Moniz). Vice-Presidente da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV). Perita forense em tribunal em casos de homicídio e crimes sexuais. Investigação científica nas temáticas dos crimes sexuais e homicídios no contexto das relações de intimidade e comportamentos de incendiarismo. Publicações na área do profiling psicológico, homicídio nas relações de intimidade, abuso sexual contra crianças e adolescentes e sobre tipologias dos incendiários florestais, entre outras.

Telma de Sousa Almeida

Telma de Sousa Almeida,Professora Doutora

Professora Auxiliar no ISPA - Instituto Universitário. Concluiu a sua Licenciatura em Psicologia e Mestrado em Psicologia da Justiça e do Comportamento Desviante, na Faculdade de Educação e Psicologia, Universidade Católica Portuguesa. Doutorou-se em Psicologia, pela Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e é pós-graduada em Medicina Legal e em Avaliação Psicológica Forense. Especialista em desenvolvimento infantil, avaliação psicológica e entrevista forense. A sua carreira de investigação centra-se no estudo da participação das vítimas e das crianças na justiça, designadamente sobre o modo como são avaliadas e entrevistadas neste contexto. Ao longo dos últimos anos integrou várias equipas de investigação no âmbito do abuso de crianças, psicologia forense e desenvolvimental e delinquência juvenil. Tem vários trabalhos publicados em revistas científicas e livros, bem como comunicações em conferências nacionais e internacionais.

Catarina Ribeiro

Catarina Ribeiro,Professora Doutora

Doutorada em Psicologia pela Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade do Porto. Professora Auxiliar da Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa.  Perita em Avaliação Psicológica Forense do INMLCF.I.P. Membro da OPP, Especialista em Psicologia Clínica e da Saúde e Psicologia da Justiça. Exerce Psicologia Clínica em Consultório Privado. Tem participado enquanto coordenadora e investigadora em vários projetos de investigação financiados pela FCT e Comissão Europeia.

É autora e coautora de diversas publicações científicas (livros, capítulos de livros, artigos em revistas científicas) relacionadas com as temáticas da Avaliação Psicológica em Contexto Forense; Vitimologia; Aspetos Psicológicos da Tomada de Decisão Judicial; Entrevista Forense, Risco e Adversidade na Infância, Separação Parental.

Inês Areal Rothes

Inês Areal Rothes,Doutora

Psicóloga, com especialidade em psicologia clínica e da saúde e em psicologia comunitária, é mestre em Intervenção psicológica e doutorada em psicologia pela Universidade do Porto, é investigadora integrada no Centro de Psicologia da Universidade do Porto, onde desenvolve estudos em Suicidologia (suicídio e sua prevenção) e saúde mental pública. Tem diversas publicações nestas áreas e está envolvida em vários projetos de investigação e intervenção. É consultora científica e formadora da Aliança Europeia contra a Depressão em Portugal, é membro da Sociedade Portuguesa de Suicidologia e da seção Suicidologia e prevenção do suicídio da European Psychiatric Association.

Calendarização e localização

PORTO LIVESTREAM

22 de Maio de 2021;

19 de Junho de 2021;

03, 17 e 31 de Julho de 2021;

11 e 25 de Setembro de 2021;

09 e 23 de Outubro de 2021;

06 e 20 de Novembro de 2021;

04 e 18 de Dezembro de 2021;

16 de Janeiro de 2021.

22 de Maio de 2021;

19 de Junho de 2021;

03, 17 e 31 de Julho de 2021;

11 e 25 de Setembro de 2021;

09 e 23 de Outubro de 2021;

06 e 20 de Novembro de 2021;

04 e 18 de Dezembro de 2021;

16 de Janeiro de 2021.

Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências

Rua de Camões 219, 5º Piso

4000-145 Porto, Portugal

Plataforma Online

Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências

Duração: 155 Horas (112 horas presenciais + 43 horas não presenciais)

Número de Vagas: limitadas

Nota: Datas sujeitas a eventuais alterações

Horário: Sábados e/ou Domingos (09h00 às 13h00 / 14h00 às 18h00) e/ou Pós-Laboral (18h00 às 22h00).

A modalidade presencial poderá vigorar em alternância com a modalidade não presencial.

Investimento

Mais que uma Formação, um FUTURO

Inscrição:

150.00 €

Propina:

1,290.00 € 967.50 €

Seguro escolar:

20.00 €

Condições de pagamento da propina

Pronto pagamento-25% desconto

Normal + Seguro Escolar
967.50 € + 20.00 €

12 mensalidades-20% desconto

Normal
86.00 €

Mais que uma Formação, um FUTURO

Regulamento

a.     De 22 de março a 30 de abril de 2021, beneficie de 25% de desconto imediato nas propinas de toda a Formação na opção pronto pagamento 
Desconto aplicável na condição de ser efectivada a liquidação total do investimento nos 5 dias úteis pós validação da inscrição. 
Ou beneficie de 20% de desconto imediato nas propinas fraccionadas (12 mensalidades).

b.    O desconto aplica-se a todas as propinas de toda a oferta Formativa;

c.     O Desconto não se aplica aos valores da taxa Inscrição;

d.    O Desconto só é válido para novas inscrições. Considera-se nova inscrição, a que é submetida pela primeira vez durante o período definido para a campanha.

e.     O desconto não pode ser trocado por dinheiro, nem acumulado com outros descontos, campanhas ou cursos identificados com preço especial.

f. O desconto é acumulável com a campanha “Traga os seus amigos” (5% por cada amigo).

g.    Só haverá lugar à devolução dos valores investidos durante os períodos de 22/03/2021 a 30/04/2021, em caso de adiamento superior a 30 dias/cancelamento da Formação em que se tenha inscrito motivado pelo não atingimento do número mínimo de inscrições necessárias ao seu início;

h.     Vagas limitadas.

i. Código Promocional: Páscoa21

 

 

 

 

 

 


 

 

 

Valores fora de campanha

Inscrição:

150.00 €

Propina:

1,290.00 €

Seguro escolar:

20.00 €

Condições de pagamento da propina

Pronto pagamento-12% desconto

Normal + Seguro Escolar
1,135.20 € + 20.00 €
(Ex) Alunos do INSPSIC (15% desconto) + Seguro Escolar
1,096.50 € + 20.00 €

12 mensalidades

Normal
107.50 €
(Ex) Alunos do INSPSIC (10% desconto)
96.80 €

(1) Pronto pagamento beneficia de 12% de desconto nas propinas das EAP e MBA. Desconto aplicável na condição de ser efectivada a liquidação total do investimento nos 5 dias úteis pós validação da inscrição.

(2) Alunos e ex-alunos do INSPSIC beneficiam de 15% desconto na propina (opção pronto pagamento) ou 10% de desconto na opção pagamento fraccionado em mensalidades.

(3) Estudantes externos e temporariamente inativos beneficiam de 12% na opção pronto pagamento e também na opção pagamento fracionado em mensalidades.

(4) TRAGA UM AMIGO / 5% desconto por cada amigo até ao limite do pagamento integral da formação. Opção acumulável com outros descontos em vigor.

- INSCRIÇÕES PIONEIRAS: 18% desconto nas propinas se realizadas até 45 dias antes da data inicial da formação.

Nenhum desconto, cartão ou campanha é acumulável entre si, excepto Com a opção "TRAGA UM AMIGO".

O Curso com “preço especial” é cumulativo apenas com a opção "TRAGA UM AMIGO".

Seguro Escolar: 20 euros. Este valor deverá ser regularizado conjuntamente com a 1ª propina ou com o pronto pagamento.

Seguro Escolar: 8 euros. Este valor deverá ser regularizado conjuntamente com a 1ª propina ou com o pronto pagamento dos cursos com duração inferior a 24 horas.

Pagamento por transferência para o IBAN: PT50 0033 0000 4541 1532 8050 5

SWIFT/BIC: BCOMPTPL

Critérios de seleção

- Análise Curricular;

- Ordem de chegada das candidaturas (a candidatura só é válida após pagamento da inscrição);

- Entrevista (se necessário)

Observações

(1) A data limite poderá ser antecipada em caso de se verificar o preenchimento do limite de vagas existentes.
(2) Na eventualidade de não atingir o número mínimo de participantes, esta formação poderá sofrer alteração de datas ou mesmo ser cancelada, ficando salvaguardada a devolução de todas as importâncias recebidas pelo Instituto Português de Psicologia;
(3) Em caso de desistência só haverá lugar à devolução da candidatura quando a mesma for comunicada até 10 dias úteis antes da data agendada para o arranque da formação.
(4) Em períodos de campanha, haverá lugar à devolução dos valores investidos unicamente em situação de adiamento superior a 30 dias ou cancelamento da formação em que se tenha inscrito motivado pelo não atingimento do número mínimo de inscrições necessárias ao seu início;
(5) No caso de optar pelo pagamento fracionado das propinas, o mesmo deverá ser efetuado até ao dia 10 de cada mês, após início da formação;
(6) No caso de optar pelo pagamento na totalidade, o mesmo terá de ser efetuado nos 5 dias úteis após validação da inscrição;
(7) O local de formação poderá estar sujeito a alterações por indisponibilidade do mesmo, mantendo-se sempre na mesma cidade;
(8) Toda a informação contida em cada formação é válida, salvo anomalia técnica, informática ou erro gráfico.

Documentos obrigatórios

CV;Certificado de habilitações;NIF (Número de Identificação Fiscal);Envio de comprovativo do pagamento da inscrição.

Inscrição

Subscreva a newsletter do INSPSIC: Construímos o Futuro Consigo.

Candidaturas e informações

Instituto Português de Psicologia | Escola de Formação Avançada
INSPSIC - Instituto Português de Psicologia, Lda
Departamento de Formação Pré e Pós-Universitária
Secretariado e Gabinete de Admissão de Alunos | Student Admissions Office
Rua de Camões Nº 219, 5º Piso
4000-145 Porto / Portugal
Tel./Fax. 220 934 050
Tlm. 91 019 60 02
E-mail:geral@inspsic.pt
URL:www.inspsic.pt

fechar

 

Nós ligamos

fechar

 

×